EUA: Gripe aviária atinge gado leiteiro americano pela primeira vez

EUA: Gripe aviária atinge gado leiteiro americano pela primeira vez

01 de abril, 2024

Várias agências dos EUA disseram, na semana passada, que – pela primeira vez – a gripe aviária se espalhou para o gado leiteiro do país. Vacas afetadas foram encontradas em vários estados americanos, enquanto as autoridades enfatizam novamente a importância de consumir apenas laticínios pasteurizados.

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a Agência de Alimentos e Medicamentos (FDA) e os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) confirmaram a propagação da gripe aviária, dizendo que testaram bovinos doentes de fazendas leiteiras no Kansas e no Texas. Esses testes deram positivo para gripe aviária altamente patogênica (GAAP), que tem impactado as populações de aves na Europa e na Ásia desde agosto de 2020 e “causou extensos eventos de morbidade e mortalidade” em espécies semelhantes nos EUA, de acordo com o Serviço de Pesca e Vida Selvagem.

Segundo a Associação Médica Veterinária Americana (AVMA), as descobertas foram feitas poucos dias depois de o vírus ter sido detectado em cabras em uma fazenda em Minnesota. No outono, a gripe aviária também atingiu pela primeira vez as espécies de ursos polares e também se espalhou para animais marinhos, matando dezenas de milhares de focas e leões marinhos.

Suspeitou-se que a gripe aviária tinha afetado o gado de leite americano, depois que as vacas começaram a apresentar “diminuição de produção, baixo apetite e outros sintomas”, disseram as agências em um comunicado conjunto à imprensa. Em 25 de março, amostras de leite comprovaram que duas fazendas no Kansas e uma no Texas foram afetadas.

Mais tarde, a gripe aviária foi encontrada em um rebanho de Michigan que havia recebido vacas do Texas, e "resultados de testes presumivelmente positivos também foram recebidos para rebanhos adicionais no Novo México, Idaho e Texas", disseram as autoridades.

Certas espécies animais que contraem o vírus geralmente o fazem comendo aves doentes ou infectadas. Para o gado, no entanto, as autoridades dizem que “a transmissão entre bovinos não pode ser descartada” com base nos sintomas relatados e nos resultados dos testes. Os produtores de gado leiteiro foram orientados a minimizar a movimentação de seus animais e a testá-los quando o fizerem, além de isolar as vacas doentes.

Como a gripe aviária afetará a oferta de leite nos EUA?

Embora o gado afetado esteja sofrendo um declínio na quantidade de leite que produz, o governo americano disse que – até agora – a perda de leite “é muito limitada para ter um grande impacto na oferta”.

“Não deverá haver impacto no preço do leite ou de outros produtos lácteos”, afirmaram as agências. “Além disso, os EUA normalmente têm uma oferta de leite mais do que suficiente nos meses de primavera devido à produção sazonalmente mais elevada”.

Também não há preocupação por parte das agências de que o leite comercializado seja inseguro. Todos os produtos lácteos devem ser pasteurizados e apenas o leite de animais saudáveis pode ser enviado para processamento para consumo humano, acrescentaram.

“O leite dos animais afetados está sendo desviado ou descartado, para que não entre no abastecimento alimentar humano”, afirmaram as agências. "Além disso, a pasteurização tem comprovado continuamente a inativação de bactérias e vírus, como a gripe, no leite. A posição de longa data da FDA é que o leite cru não pasteurizado pode ter microrganismos perigosos que podem representar sérios riscos à saúde dos consumidores, e a FDA está lembrando os consumidores dos riscos associado ao consumo de leite cru à luz das detecções de GAAP."

A gripe aviária pode se espalhar para os humanos?

Embora tenha havido casos de propagação da gripe aviária para humanos, as autoridades de saúde disseram que esses casos continuam raros.

“Os testes iniciais realizados pelos Laboratórios Nacionais de Serviços Veterinários não encontraram alterações no vírus que o tornariam mais transmissível aos humanos, o que indicaria que o risco atual para o público permanece baixo”, disseram as autoridades americanas na sexta-feira. “As agências federais e estaduais estão agindo rapidamente para realizar testes adicionais para GAAP, bem como sequenciamento do genoma viral, para que possamos entender melhor a situação, incluindo a caracterização da cepa de GAAP ou cepas associadas a essas detecções”.

 

Fonte: CBS News

Traduzido e adaptado pelo Canal do Leite

Disponível em: https://www.cbsnews.com/news/bird-flu-hits-us-dairy-cattle-first-time-what-it-means-for-milk-supply/

  • Os Desafios do Produtor de Leite no Brasil

    Maurício Santolin

    Zootecnista

    Os Desafios do Produtor de Leite no Brasil

  • Oportunidades para o gado Jersey no mercado de corte (beef-on-dairy)

    Marcelo de Paula Xavier

    Editor do Canal do Leite, Administrador de Empresas e Mestre em Agronegócios

    Oportunidades para o gado Jersey no mercado de corte (beef-on-dairy)

  • Como a vaca Jersey evoluiu para se tornar um fenômeno global

    Marcelo de Paula Xavier

    Editor do Canal do Leite, Administrador de Empresas e Mestre em Agronegócios

    Como a vaca Jersey evoluiu para se tornar um fenômeno global

COMPARTILHAR

CONTEÚDOS ESPECIAIS

Proluv
Top